Benvindos ao Blog da Família Luz

Queridos leitores amigos,

Nossas aventuras em um veículo de recreação (motor-casa) começaram em julho de 2006, nos apaixonamos por este estilo de vida, a família ficou mais unida e ao mesmo tempo livre. Já mudamos de equipamento várias vezes, os motorhomes (motor-casa) sempre foram chamados de SCOOBY, em homenagem ao personagem Scooby-doo. Já o trailer (treiler, em português) tem outro nome, que caracteriza muito bem nossa identidade estradeira:
Turiscar Estradeiro.
Recentemente, vendemos o trailer e compramos novamente um motorhome grande, um Mercedes-Benz 371.

Se quiserem ver fotos do nosso primeiro equipamento é só dar uma olhada no link do nosso primeiro blog:

http://patagoniademotorhome.nafoto.net (fotoblog)

http://patagoniademotorhome.zip.net (blog que descreve nossa viagem à patagonia argentina).

Na paz e no amor...na liberdade!

Atualmente, além de campistas, auxiliamos a venda de veículos de recreação (Motorhomes e Trailers usados). Saiba mais em nosso site: www.luizefrancinimotorhomes.com.br

Saudações Estradeiras!






sábado, 23 de janeiro de 2016

Pucón, Chile

Depois de visitarmos o vulcão Osorno, seguimos para a cidade de Pucón. A cidade fica à beira do lago Villarrica e aos pés do vulcão de mesmo nome. O  Villarrica é um vulcão ativo e solta fumaça continuamente. Sua última erupção foi em março de 2015. É um dos mais ativos de todo o Chile, coberto de neve o ano todo.






A cidade é agradável,pequena e a geografia plana convida para uma caminhada.


No lago Villarrica pode-se praticar esportes náuticos. A areia proveniente de pedras vulcânicas é preta.



Ficamos no camping La Poza, próximo ao lago Villarrica e bem próximo do início da avenida central, repleta de lojas, restaurantes, hotéis e um bom supermercado. Endereço do camping: Avenida Costanera Roberto Geiss, 769.

As gatas Cristal e Athena puderam passear e até conhecer um gato chileno, hahaha.






Chile: a caminho do vulcão Osorno

Saímos de Bariloche no dia 27/12/15, passamos pela charmosa cidade de Villa la Angostura, onde almoçamos e seguimos rumo à fronteira com o Chile.



Entrando no Chile


Entrando no Chile, seguimos para ac idade de Osorno e entramos para Puerto Varas que dá acesso à estrada que leva ao Vulcão Osorno, um vulcão ativo e conhecido mundialmente também por sua semelhança ao Monte Fuji, no Japão. Sua altitude é 2,652 m.


Vista do Vulcão Osorno

Subindo em direção ao Osorno







No mirante do vulcão Osorno tem um restaurante com WiFi e pode-se comprar o ingresso para o teleférico e subir mais um pouquinho e ter uma vista mais bonita ainda.











No alto do Osorno, fizemos um delicioso almoço e depois seguimos rumo à cidade de Púcon.



quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Bariloche: Circuito chico

Ao lado do camping Petúnia tem uma agência de turismo, onde nos informamos sobre os passeios disponíveis na véspera do Natal, dia 24. Abaixo a foto da agência de turismo, recomendo.





 Queríamos fazer um passeio curto, de meio período, para voltarmos em tempo de preparar a Ceia de Natal. Então, escolhemos o Circuito Chico, com duração de 4 horas, das 9:00 às 13:00h.



O Circuito Chico percorre 60 km, margeando os lagos Nahuel Huapi e Moreno, onde se aprecia o contraste das edificações da cidade com as paisagens magníficas de lagos de águas azuis e verde esmeralda, o Cerro Campanário e o imponente Hotel & Resort de luxo Llao Llao.


A primeira parada foi no Cerro Campanário. Lá subimos uma altura 1050 m de teleférico até o topo, onde a vista é maravilhosa e tem uma confeitaria.














































































Lá de cima pode-se observar uma das mais belas vistas da região de Bariloche, o lago Nahuel Huapi e Perito Moreno, a ilha Victória, o Hotel Llao Llao e o maravilhoso entorno da cordilheira com neve no topo.




























Tomamos um café na confeitaria que fica no alto do Cerro Campanário com o casal de amigos de Curitiba que também foi de motorhome.





























Continuamos o trajeto, com parada no mirante da estrada:




A próxima parada foi na Capela San Eduardo, onde se tem uma vista mais aproximada do Hotel Llao Llao.

Vista do Hotel Llao Llao

E a última parada foi numa loja que vende produtos de rosa mosqueta, tais como: óleos, cremes e infusões.

Bem esse foi nosso passeio em Bariloche na véspera do Natal.
Até breve!

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Bariloche: passeio pelo centro da cidade

Após devidamente instalados no Camping Petúnia, fomos até o comércio local, bem próximo ao camping, onde se compra o cartão para usar o transporte público. Esse cartão é carregável com o número de passagens desejadas. Ou seja, paga-se um valor que é creditado na hora no cartão. Nós compramos apenas um cartão e colocamos crédito suficiente para ida e volta para quatro pessoas.


Então, pegamos o ônibus que passa na avenida do camping com destino ao centro de Bariloche. Lá, caminhamos pela rua central que se chama Rua Mitre, com suas lojas de artesanatos, roupas e chocolates, é claro.

Almoçamos e fomos direto para a melhor das melhores. O visual da loja de chocolates Mamushka chama a atenção e tem chocolates dos mais diversos tipos, para nenhum amante do chocolate colocar defeito.


Vitrine da Loja


 É possível comprar chocolate por peso ou em embalagens já prontas. As embalagens vermelhas, desenhadas com a matrioshka (boneca russa), são uma forte característica da loja, fundada em 1989. Pensa numa fila, onde você fica com os olhos brilhando e a boca salivando para escolher os chocolates que vai levar numa linda caixa ou lata.


No fundo da Mamushka há uma confeitaria, onde se pode provar doces apetitosos, como macarons, cheesecakes, bolos e petit fours, que ficam muito bem acompanhados de um café, chá ou chocolate quente. É claro, que ali foi minha sobremesa, com café.




Para ficar melhor ainda, os chocolates fabricados lá são livres de glúten. Que maravilha!



É claro que tem várias outras lojas de chocolate, também passamos por elas, tais como: Chocolates El Turista e Abuela Goye. Todas são muito boas!

Ainda caminhando pelo centro, mais precisamente no Centro Cívico, há o Museo de la Patagonia "Francisco Perito Moreno". Leva o nome de quem percorreu e explorou os Andes e rios patagônicos. O museu mostra, através de gravuras, painéis e objetos, um pouco da história dessa região, desde seus primeiros habitantes até a época da colonização de San Carlos de Bariloche.

Museu de la Patagonia "Francisco P.Moreno"





Início da Rua Mitre



Muitos turistas tiram fotos com os filhotes de San Bernardo. Uma fofura!
























Na praça, descansamos e aproveitamos para tirar algumas fotos antes de pegar o ônibus para voltar ao camping.






Até breve!